#navbar-iframe { height:0px; visibility:hidden; display:none; }

domingo, 6 de janeiro de 2013

OS 3 REIS MAGOS


 Uma perspectiva astrológica e esotérica.


Não vou aqui discutir a existência física dos 3 Reis Magos porque não considero importante e porque, através da compreensão da Lei da Analogia; "o que está em cima é como o que está em baixo", não duvido que eles existem nalguma forma.

Os 3 Reis Magos são uma referência esotérica às 3 Estrelas da Cintura de Órion, também chamadas “3 Marias”, constelação esta que foi na terra representada nas 3 principais Pirâmides de Gisé cuja disposição relativa é, a uma escala menor, a sua reprodução.  

A quadra natalícia começa no Solstício de Inverno, período em que se verificam alguns fenómenos importantes como a noite mais longa do ano ou a aparente paragem do movimento do Sol durante os 3 dias seguintes, simbolizando o período em que as Trevas adquirem maior poder, para no dia 25 de Dezembro retomar o seu movimento ou seja, o seu nascimento ou ressurrreição, simbolizando a victória da Luz sobre as Trevas. Razão pela qual foi scolhido o dia 25 de Dezembro  para o nascimento de alguns representantes da Luz como Hórus, Mitra e mais recentemente Jesus.
Neste período  à meia-noite dos dias 25 de Dezembro, podemos ver a ascender (a leste no horizonte portanto) o signo de Virgem e por isso se convencionou que todos Eles tenham "nascido da Virgem". O Ascendente é onde tudo nasce.
A Oeste podemos observar o Signo oposto e complementar Peixes e por isso Jesus foi "pescador de homens" e o principal símbolo do cristianismo primário tenha sido o peixe. E ainda, como reforço às referências bíblicas ao eixo Peixes/Virgem, termos o célebre milagre da multiplicação dos pães (virgem representa  Setembro,  o mês da ceifa do trigo) e dos Peixes. E Peixes é a grande Era de cerca de 2000 anos para a qual Jesus veio trazer ensinamentos de Amor e da qual estamos a sair para entrarmos na Era de Aquário onde, por mais 2000 precisamos adquirir a Sabedoria que, uma vez aliada ao Amor, nos trará a tão almejada  Harmonia e consequente Paz.


Nesta data, também podemos observar no MC (Meio do Céu ou Zénite), a Constelação de Órion com as suas 3 estrelas  mais brilhantes que constituem o Cinturão desta Constelação. 


Os 3 Reis eram chamados “Magos”  porque era como se designavam os SÁBIOS  e porque são oriundos desta Constelação os Senhores da Ordem de Melquisedeque que são quem transmite a Sabedoria para a Terra. Todas as religiões tiveram a sua origem nas instruções e nos ensinamentos destes Senhores de Melquisedeque. Por isto também se diz que "vieram de Países muito distantes..."

Os 3 Rei Magos também eram chamados "Astrólogos" porque, além da astrologia fazer parte da sabedoria ancestral, eles seguiram a estrela SÍRIUS que é a estrela mais brilhante no céu nocturno e que, na noite de 24 de Dezembro, alinha com as 3 estrelas da Cintura de Órion ou 3 Marias ou Reis Magos.

No dia 25 este alinhamento, por sua vez, alinha com o nascer do Sol (O Sol, neste contexto, simboliza o Cristo). 


As festas instituídas neste período são importantes na medida em que, estando em estado de alegria, mais facilmente seremos tocados pelos grandes fluxos e circulações de energias que afectam a Terra e todos os seres que a habitam provocando profundas transformações. 
Outras 3 festas importantes se seguem e que correspondem à CRUZ CARDINAL que estudamos em Astrologia:  

- Equinócio da Primavera: (Signo de Carneiro) as festas da Pácoa.
- Solstício de Verão: (Signo de Caranguejo) as festas de S.João. 
- Equinócio do Outono: (Signo de Balança) as festas de S.Miguel (cuja tradição se foi perdendo, mas que ainda encontramos nalgumas localidades portuguesas, sendo a mais notória a da Ilha de S.Miguel nos Açores).

Voltando aos Reis Magos, os presentes que levaram ao menino também têm a sua simbologia. Estes presentes representam o domínio dos pensamentos, dos sentimentos e do corpo (ou das acções) condição essêncial para que possamos ser canais de Cristo na Terra.
                                                                                                                                                        Assim, temos:

- OURO:  símbolo da realeza (Jesus não negou ser "rei", no entanto, o seu reino não é deste mundo). E a cor dourada é a cor da SABEDORIA que manifestamos quando dominamos os pensamentos.

-- INCENSO: símbolo sacerdotal; representa o domínio da religião (religação) que é também o do CORAÇÃO manifestado com o domínio dos sentimentos.

-- MIRRA:  símbolo da imortalidade. Utilizava-se para embalsamar o CORPO preservando-o da destruição pela entropia. 


Para finalizar poderemos perguntar: e que importância tem esta história astronómica e astrológica? Bom, eu acredito que a sua importância reside no facto de tudo estar dentro de nós (pelo menos em potência). E deste modo, poderemos então afirmar que os 3 Reis Magos estão dentro de nós assim como os seus presentes ou o Presépio... que Sírius, está dentro de nós..  assim como o Zodíaco... ou a Luz e as Trevas... ou o Cristo que nasce dentro de cada um de nós!! E esta é a data mais favorável a este acontecimento de tão grande importância para esta Nova Terra também a nascer... 


Hoje dia 6, precisamente 12 dias após o dia 25, os Reis chegam finalmente junto do menino Cristo para lhe doarem os seus presentes. E 12 são os Signos do Zodíaco. Terão eles precisado de percorrer simbólicamente o Zodíaco para chegarem à Terra? Sabemos que o Zodíaco é um cinturão energético que a rodeia... e sabemos que para atingirmos e nível crístico precisamos fazer um sério trabalho com cada signo dentro de nós como refere o mito de Hércules.

Fica a questão que nunca vi respondida, mas que intuo ser esta a razão da celebração do Dia de Reis neste dia.

FELIZ DIA DE REIS PARA TODOS NÓS! 
FELIZ DIA DO ASTRÓLOGO!!

Filomena Nunes
*
Poderão consultar os seguintes links: 

18 comentários:

Vera Braz Mendes disse...

Gostei imenso Folimena! A maioria das coisas não sabia. Nem nunca tinha feito a analogia de 12 dias desde dia 25... Muito bom. Obrigada :-)

Filomena Nunes disse...

Obrigada querida Vera.

Para ser franca, a analogia dos 12 dias foi um insight que tive ao escrever o texto.. comecei por pensar porque seria a festa dia 6 de Janeiro, depois contei os dias desde 25 de Dez. e vi que dava 12. Nunca li nada acerca da escolha do dia 6.

Beijinhos e agradecida pelo desafio que me lançaste.

Carmen Ferreira disse...

Subscrevo as palavras Da Vera.
Como é que nunca tinha lido sobre essa analogia dos 12 dias/signos?!
Gostei tanto!! :)

Maria Raquel Tavares disse...

Gostei imenso. Grata pela partilha.

Filomena Nunes disse...

Grata, querida Carmen.

Pois.... nem eu!! hehehe

Dia Feliz e beijinhos

Filomena Nunes disse...

Maria Raquel,

Eu é que agradeço o seu comentário. Um dia muito alegre e beijinhos.
.

António Rosa disse...

Filomena,

Excelente, excelente, excelente!!!

A ideia dos 12 dias é brilhante.

Adorei e vou partilhar no Facebook.

Um bom Dia dos Astrólogos.

Filomena Nunes disse...

Obrigada querido amigo e professor.

A sua opinião é muito importante para mim, creia-me!!

Um abraço e um dia FELIZ.
.

Astrid Annabelle disse...

Nunca li uma história igual minha querida Filomena..adorei saber e irei compartilhar...
Muito lindo.
Beijo grande...
Astrid Annabelle

Filomena Nunes disse...

Querida amiga do Coração,

A metafísica é uma paixão. Cada vez que estudo algo, o puzzle compõe-se mais um pouco...
Fico muito feliz por ter gostado.
Obrigada pelo carinho e pela sua presença na minha vida <3
Beijinhos
.

Rosa Araújo disse...

Parabéns pelo texto, está muito bom!

(...e lá fiquei eu com o "bichinho" para ir fazer umas pesquisas sobre o assunto ;) )

Feliz Dia de Reis e do Astrólogo!!

Filomena Nunes disse...

Muito obrigada, Rosa.

Isso, força!!
Um dia feliz também para si.
.

Filomena Santos disse...

Filomena. Tudo faz sentido para mim. Excelente, porque senti. Grata!
Sirius a estrela brilhante avistada pelos reis (sacerdotes).

Filomena Nunes disse...

Filomena,

Muito obrigada, minha querida.
Um grande, grande abraço.
.

António Rosa disse...

Muito bom, Filomena. Adorei a explicação.

Filomena Nunes disse...

António Rosa, querido professor, agradeço o carinho de uma nova visita e agradeço o tanto que me tem ensinado.
Um abraço e um 2014 fantástico <3

Joao Rui Sacchetti disse...

Hoje 6 de Janeiro de 2016 li o texto que a Filomena escreveu e continua igual: inovador, inteligente e inspirador. Gostei imenso, da explicação, da simbologia e dos ensinamentos. Muito grato! :)

Filomena Nunes disse...

Eu é que lhe estou grata, João Rui Sacchetti.
Um grande abraço